Obras na Ponte Internacional Barão de Mauá iniciam na próxima terça-feira (6).

Resultado da articulação do prefeito Favio Telis, juntamente as autoridades brasileiras e uruguaias, a partir da próxima terça-feira (6), terá inicio as obras de reparo na estrutura da Ponte Internacional Barão de Mauá. O monumento liga as cidades de Jaguarão, no lado brasileiro, e Rio Branco, no lado uruguaio. Os reparos serão executados em toda a extensão da Ponte e serão financiados exclusivamente pelo Governo Uruguaio.

A data de inicio da obra foi definida em reunião na sexta-feira (23), quando se reuniram autoridades de ambos os países, para deliberar sobre pontos específicos do projeto, como também a questão logística, principalmente, em relação ao tráfego de veículos e caminhões, durante o período de obras.

A Ponte Internacional Barão de Mauá é o primeiro bem reconhecido como Patrimônio Cultural do Mercosul. O monumento foi construído sobre o rio Jaguarão entre 1927 e 1930, com objetivo de unir e aproximar as relações políticas, econômicas e culturais, entre Brasil e Uruguai. Devido a sua importância histórica e, consequentemente, por apresentar avarias na sua estrutura, sobretudo, em virtude do tempo e do tráfego de caminhões que alterou significativamente o peso das cargas ao longo de décadas, o prefeito Favio Telis, promoveu uma série de reuniões em 2017, onde estabeleceu uma agenda de ações entre as autoridades responsáveis pela Ponte Mauá.

 

Na ocasião, o prefeito buscou apoio junto ao Intendente de Cerro Largo Sergio Botana, o Alcalde de Rio Branco Christian Morel, a Superintendente do IPHAN no Rio Grande do Sul, Juliana Erpen, e o Diretor do DNIT, Vladimir Casa, para avançar nas tratativas em relação a reforma da Ponte Mauá. Logo em seguida, o prefeito esteve na cidade de Melo, participando de uma reunião do Conselho de Ministro, promovido pelo Governo Uruguaio, onde solicitou ao Presidente do Uruguai Tabaré Vasquez, uma agenda para avançar nas tratativas entre ambos os países.  “O país não pode parar por conta dessa crise política e a reforma da Ponte Mauá é extremamente necessária para o desenvolvimento econômico e social de ambos os países”, disse Favio Telis, em resposta ao Presidente do Uruguai, que argumentou sobre o cenário de instabilidade política no Brasil. Na oportunidade, o Ministro do Transporte e Obras Públicas, Victor Rossi, e o Ministro do Interior, Eduardo Bonomi, se comprometeram em retomar as discussões em torno da reforma da Ponte Mauá.

De acordo com o prefeito Favio Telis, os encontros foram fundamentais para estabelecer uma agenda de ações. “Promovemos diversas reuniões com as autoridades de ambos os países, para retomar essa pauta e, assim, avançarmos na execução inicial do projeto de reparo da Ponte Mauá”, ressaltou o prefeito.

Na ultima reunião, no dia 23 de fevereiro, ficou definido que os reparos serão executados em toda a extensão da Ponte Mauá. A questão logística da obra, principalmente, em relação ao tráfego de veículos, foi um dos temas mais debatidos entre os presentes. A interdição parcial do tráfego de veículos, ônibus e caminhões, será feita pelo prazo de quatorze dias, tempo necessário para que cada lado da monumental estrutura receba as melhorias. “As pessoas poderão atravessar a Ponte normalmente, utilizando a calçada. No entanto, haverá alterações no tráfego de veículos”, destaca o prefeito A reunião contou com a presença do Comandante da Brigada Militar, Paulo Lima, que ficará responsável pela organização do trânsito no entorno da Ponte Mauá, no lado brasileiro. A mesma organização também ocorrerá no lado Uruguaio.

Participaram também do encontro na sexta-feira (23), o Vice-prefeito Henrique Edmar Knorr Filho, o Intendente de Cerro Largo Sergio Botana, o Alcalde de Rio Branco Cristian Morel, e o Consul Uruguaio Carlos Trianon, o Diretor do DNITT, Vladimir Casa, o Vice-Consul do Brasil no Uruguai Rafael de Sá Andrade, e representantes da Ecosul, Multilog e da Secretaria de Obras e Transito de Rio Branco (UY).

 

As informações são da Assessoria de Imprensa – PMJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *